Colaboradores do Calábria participam de seminário sobre violência e exploração sexual

Na primeira semana de junho, colaboradores do Calábria participaram do I Seminário de Violência e exploração sexual - "Identificação e intervenções" da Restinga e Extremo sul de Porto Alegre.

A organização do seminário partiu do Conselho Tutelar microrregião 7, junto à gerência distrital de saúde. O evento iniciou com a abertura do conselheiro Tutelar Rafael Barros e Rosana Neibert da gerência distrital de saúde.

O Conselheiro Tutelar Rafael Barros conta que no ano de 2016 o conselho tutelar organizou uma audiência pública sobre saúde mental, em virtude da forte demanda de crianças e adolescentes com necessidade de atendimento. Foram ao todo mais de 2.500 casos aguardando atendimento e 220 casos em menos de um ano sendo de abuso sexual na região.

O objetivo do seminário foi gerar informação e influenciar todos os presentes para a denúncia correta e garantir os direitos e deveres das crianças e adolescentes em qualquer ambiente. O Projeto Ação Rua do Calábria também participou do evento.

?Participar do seminário foi importante tanto para o pessoal, quanto para o profissional, pois o nosso compromisso é garantir os direitos das crianças de adolescentes?, comenta a educadora do Calábria Thais Rocha, que estava presente no evento.

A educadora reserva, ainda, agradecimento e reconhecimento à organização do seminário, que trouxe um assunto de extrema importância para o fortalecimento da responsabilidade mútua de todas as áreas de proteção, assim como a sociedade civil. "Foram oito horas de muita aprendizagem", enfatiza a educadora Thais.

Durante o dia as palestras, os painéis foram apresentados por Adriana Regina Da Costa (Diretora) e Prática Tolotti (DECA); Adriana Mengue (CRAI); Thiago Duarte (Perito médico legista, ginecologista e obstetra); Denise (Ministério Público); Julinho Lopes e Carlos Simões Filho (comitês Evespa/Ceevesca) e Luiziana Souto (Perita Criminal Psicológica-IGP).